A compulsão e a obsessão eram minha fuga, e quase me mataram | Mensagem diária 22/mar

A doença da compulsão e obsessão sempre cai no carrossel da negação. Funciona bem como um carrossel mesmo. Primeiro; muita confusão mental e medo e angústia. Então o vício pra fugir de tanta dor, então os facilitadores pra me ajudar a encobrir o vício, depois os acusadores que me chantageiam pela culpa e vergonha, mas continuam me castigando ainda mais porque agora têm um motivo real: o meu vício. Depois os mártires que se dizem prejudicados pelos meus erros; mas que sentem um prazer perverso em querer que eu lhes pague. E assim o carrossel vai girando porque cometia mais erros e tinha muito mais pra me sentir culpado e pra me envergonhar e me afundava ainda mais nos vícios pra aplacar mais dor causada e o carrossel não parava nunca.

Até eu parar de fugir.

Enfrentar meus erros e fazer reparações sem criar novas culpas ou vergonhas. Erguer minha cerca. Romper com abusadores. Romper com pactos perversos em que eu recebia dinheiro ou acobertamento em troca de abuso emocional. Acaba a chantagem quando não se tem mais nada pra esconder. Ao parar com os vícios, acaba o medo de ser descoberto usando.

Eu achava que encobria bem os meus vícios. Achava que ninguém percebia minhas tentativas de controlar os outros. Se eu me oferecia para ajudar era só porque teria algo a ganhar com aquilo. Até na igreja quando dava meu dinheiro, achava que Deus “me devia” favores.

Que alegria ajudar sem querer nada em troca! Que felicidade sentir que me sobra dinheiro para uma oferta consciente e sincera. Quanta serenidade em viver limpo sem nada a temer ou esconder. Parar de fugir e acobertar o que eu tinha de errado. Perder o medo da intimidade porque tenho uma autoimagem positiva.

A compulsão e a obsessão eram minha fuga, e quase me mataram.

Meditação para o dia:
Só por hoje vivo a plenitude de minha realidade. Venha o que vier, tenho as ferramentas certas. Tenho um programa de 12 Passos.

Narração – Christian Simon
Edição – Antônio Leal
Produção – Marta Lima

© Videobes 2017

Na Categoria Meditações
Assista Também

Deixe seu comentário

Facebook
Twitter