A história da águia que cresceu com galinhas | Mensagem diária 01/jan

Em recuperação, me identifiquei muito com a história que segue:

“Era uma vez um fazendeiro, que enquanto caçava, encontrou um ninho de águia vazio, e ao se aproximar e examinar bem o ninho; viu um bebê águia que lhe pareceu faminto e abandonado; e levou-o para salvar-lhe a vida, colocando-o em seu galinheiro na esperança que sobrevivesse entre as outras aves e o bebê cresceu e tornou-se adulto; mas se comportava como as outras galinhas sem suspeitar de sua verdadeira natureza de águia; que é de voar nas alturas, e o fazendeiro se divertia com aquele bicho que tinha se adaptado tão bem que acreditava mesmo ser outra galinha; porém numa tarde recebeu a visita de um ecologista que não se conformou em ver uma águia sendo privada de sua magnífica capacidade de voar. Depois de tentar convencer o ecologista, de que aquela ave jamais reconheceria sua natureza majestosa, por nunca ter estado com outra de sua espécie, o fazendeiro se rendeu e permitiu que o ecologista provasse sua teoria de que uma ave que voa deve estar nas alturas para deflagrar sua natureza de voar. Levaram a águia para a montanha e ele a tomou nos braços e balançou-a suavemente para que ela sentisse o sabor do vento. E para grande espanto do fazendeiro, lentamente a águia abriu suas magníficas asas e alçou um voo tímido em torno deles. E pouco a pouco foi voando mais alto até ganhar as alturas que de fato lhe pertencia. E flanando suas asas, olhou para trás e soltou um grito de adeus como se fosse gratidão para eles; que maravilhados, comtemplaram sua libertação e a conquista de seu verdadeiro lugar no mundo.”

Essa história me tocou muito porque igual a águia eu era disfuncional só porque não conhecia pessoas despertas em sua espiritualidade. Mas em minha primeira reunião percebi que poderia romper o carrossel da negação da doença da família e poderia encontrar minha verdadeira natureza de ser humano pleno; feliz e satisfeito.

Conhecer aquele lugar, aquela reunião; despertou minha crença para a libertação. Ao quebrar a corrente dos vícios, rompi com todas as perversidades que não enxergava devido à proximidade com a doença. Hoje desfruto do prazer de ser livre. E nesse ano que se inicia hoje, desejo com sinceridade que você que ouve essa mensagem saiba que agora chegou: O SEU TEMPO DE SER LIVRE.

Meditação para o dia:

Só por hoje me liberto de tudo aquilo que não posso controlar. E para isso tenho a fé que minha natureza divina encontrará nos 12 passos, a sabedoria necessária.

Narração – Christian Simon
Edição – Tuco Silva
Produção – Marta Lima

© Videobes 2016

Na Categoria Meditações
Assista Também

Deixe seu comentário

Facebook
Twitter