Devemos vigiar nossos egos @ 11ª Tradição @ Meditações

Todos os dias pessoas procuram os grupos. Empregadores, médicos e psicólogos, religiosos; querendo saber como podem ajudar pessoas que estão sofrendo. Precisamos manter a melhor relação possível com o público e para isso mantemos nossa política de anonimato em relação à mídia. Em geral a sociedade precisa de bons líderes. Figuras que representam uma causa inspiram e promovem qualquer produto ou ideia a ser consumida. Se nós abrirmos nosso anonimato levando nossa personalidade a outros assuntos será o fim de nosso propósito primordial. E promotores por natureza que somos, adoramos nos exibir com a falsa modéstia que o fazemos por um “bem maior”. Sempre deveremos vigiar nossos egos. Sabemos nos vender como ninguém. Os anos de sofrimento com o vício nos empurraram a tentar convencer todo mundo que não havia nada de errado conosco. A tentar convencer todo mundo de qualquer coisa que queríamos.

Nas palavras de nosso fundador: “Fizemos da manipulação uma obra de arte”.

Por isso essa tradição é tão importante para mim. Sempre tive facilidade de falar para multidões e defender minhas convicções. E sempre fui muito aclamada e aplaudida por isso. Seria um pequeno passo escalar para um reconhecimento na mídia tentando transmitir a mensagem. Meu ego se inflaria e ao ignorar a tradição 11 poderia ser a celebridade dos 12 passos. Mas acredito que todos os adictos entretiveram seus sonhos de grandeza. Porém, ao respeitar essa tradição estou protegendo a mim mesma de inflar meu ego e perder meus propósitos verdadeiros. É o famoso conceito de vender a alma para o diabo, em algum momento a vaidade vai distorcer nosso propósito legítimo e temos visto que todos os que ignoraram essa tradição em algum momento recaíram. Essa tradição não protege apenas nossas associações de 12 passos; ela protege a nós mesmos de usarmos o programa para fins pessoais de vaidade. Não curamos nossos defeitos de caráter. Apenas aprendemos a lidar com eles através dos princípios. E com o tempo nossos defeitos deixam de prejudicar os outros e a nós mesmos. Somos nossos próprios guardiões de nossas tradições; sabendo que se as ignorarmos, estaremos condenando toda nossa obra, e condenando todos que ainda sofrem e as futuras gerações podem se tornar ignorantes de como se libertar dos vícios. E a era de libertação que estamos vivendo pode acabar antes mesmo de prosperar. Mantendo uma perspectiva de atração sempre teremos sucesso.

Meditação para o dia:
Manterei em mente que não há espaço para ambição pessoal no programa.

Daniela Ribeiro veste Casual Street (www.casualstreet.com.br).

Intérprete – Daniela Ribeiro
Direção – Christian Simon
Edição – Vinicius Vasconcelos
Produção – Marta Lima

© Videobes 2018

Na Categoria Meditações
Assista Também

Deixe seu comentário

Top da Semana

Sorry. No data so far.

Facebook
Twitter