Devo cumprir com minhas responsabilidades – 7ª Tradição @ Meditações

Quando despertamos para a vida espiritual, é bastante comum desenvolvermos repugnância pela soberba alheia. E seguimos com um certo desprezo pelo luxo e pelo conforto da vida moderna que oferece tantas facilidades. No início adquirimos um quase fanatismo pela vida do espírito, pela meditação e pelos valores espirituais. Sentimos uma arrogante superioridade por não termos os bens que invejávamos nos outros.
Os precursores de AA nos contam histórias que no início eles acreditavam que se conseguissem ricos patrocinadores, a irmandade poderia mudar o mundo, caso tivesse grandes quantidades de dinheiro. Mas logo compreenderam que não podiam vender seus propósitos sem deles se desviar. Então, ao rejeitar dinheiro de fora, perceberam que se reunindo em grupo ainda tinham responsabilidades a cumprir. Aluguel, café, limpeza, quaisquer que fossem as escolhas mais humildes, ainda assim precisavam de dinheiro. Decidiram que o sustento dos grupos viria só da sacola. Essa é a razão de coletarmos dinheiro exclusivamente dos membros: para que haja equilíbrio no grupo. Com o tempo os membros começaram a enriquecer individualmente por causa das práticas, mas ficou determinado que o grupo deve permanecer pobre; independente dos membros serem ricos.
Isso trouxe uma nova perspectiva para minha vida. Parei de criticar o luxo e o conforto que tão conflituosamente, rondava minha cabeça. Para minha vida ficou definido que ainda que tenha uma vida simples, DEVO viver financeiramente segura; com reserva prudente e condições plenas de cumprir com minhas responsabilidades, e honrar meus compromissos.
Parei de pregar que o espírito era só o que importava. Tenho necessidades e sou responsável por preenchê-las.
Viver na insegurança e com medo das pessoas e de contas a pagar; tornou minha vida sem um pingo de gerenciamento. Então comecei a procurar uma medida sadia de ser responsável.
Encontrei esse equilíbrio na tradição 7, que diz que os grupos rejeitam contribuições de fora , mas devem sustentar suas responsabilidades de subsistência.

Meditação para o dia
Entregue-se a Deus para que você seja orientado a viver com todas as virtudes maravilhosas que vivenciadas e abraçadas com responsabilidade vão multiplicar sua riqueza, paz e saúde!

Ludmila veste Casual Street (www.casualstreet.com.br) e usa Zau Bijoux, acervo Juliana Olivieri (Instagram: @ferreirajux)

Intérprete – Ludmila Olivieri
Direção – Christian Simon
Edição – Vinicius Vasconcelos
Produção – Marta Lima

© Videobes 2017

Na Categoria Meditações
Assista Também

Deixe seu comentário

Top do Mês
Facebook
Twitter