Estar livre dos vícios é bem útil, a compulsão e obsessão confundem tudo | Mensagem diária 12/dez

Seguindo os princípios e frequentando as reuniões fui aprendendo lemas e conceitos que sempre são úteis.
Eles funcionam como ferramentas quando tenho algum desafio. A definição do que é estar livre dos vícios é bem útil porque parece que a compulsão e obsessão confundem tudo, o tempo todo. Então repito que: só por hoje não precisei ingerir nada que alterasse meu humor.
E essa é a mais básica escolha para o meu dia. Com o tempo as questões vão se resolvendo; mas sempre que me sinto perdido, eu retorno ao procedimento básico:
“Só por hoje não ingeri nada que altere meu humor.”
Tenho essa escolha. Posso me voltar a Deus, procurar um amigo, uma igreja, tirar um cochilo, me alimentar sadiamente. Posso escolher dezenas de boas sugestões, mas a mais importante, a primeira, a mais básica é: escolher evitar a primeira dose. Evitar o primeiro surto emocional, evitar a primeira briga. Só essa escolha me habilita ter a crença num poder superior que tudo vai se ajeitar.
Escolho manter minha dignidade de criatura sóbria.
É com o andar da carroça que os melões se ajeitam.

Meditação para o dia
Escolho a sobriedade em primeiro lugar.

Narração – Christian Simon
Edição – Tuco Silva
Produção – Marta Lima

© Videobes 2016

Na Categoria Meditações
Assista Também

Deixe seu comentário

Facebook
Twitter