Eu ficava dando voltas em ressentimentos. | Mensagem diária 28/set

Eu ficava dando voltas em ressentimentos.
Era impossível pensar em abrir mão e mostrar fraqueza perdoando alguém.
Um dia vi num filme sobre um imperador, que ele possuía poder para decidir se alguém do seu império seria condenado à morte ou se seria poupado e: perdoado. Seu conselheiro disse que perdoar não era fraqueza e sim demonstração de extremo poder. Visto que matar qualquer plebeu era capaz; ao passo que escolher pela vida de alguém e total redenção pertencia só a poucos poderosos que tinham essa soberana condição, perdoar carrega um poder muito maior. Um poder que não pode ser obtido fácil ou levianamente.
Pensei em Cristo, que acreditamos hoje ter sido o ser humano de maior poder nesse planeta, pensei que seu poder era tão grande que até hoje ele é redentor e é capaz de redimir qualquer um de qualquer pecado.
Se as pessoas da história que mais tiveram seu poder reconhecido foram pessoas que perdoavam, por que eu ainda achava que perdoar era ser fraco?
A resposta é que não estava tendo muito sucesso em fazer minhas reparações.
Pra mim foi difícil encontrar em meu coração um local de sinceridade verdadeira onde eu realmente queria reparar, ser perdoado e também perdoar.
No começo eu o fazia em forma de oração: e pedia:
“Deus; não consigo perdoar essa pessoa, mas Tu que tens todo o poder podes!”
“Deus me ajuda com essa reparação que não desejo fazer, mas; desejo urgentemente pôr um fim nesse tormento.”
E assim fui plantando uma tímida semente, e aos poucos as reparações foram se multiplicando, o perdão foi se tornando parte natural de mim e a completa redenção me fez liberto!

Meditação para o dia
Peça a Deus ajuda em todos os momentos em que sentir que não consegue sozinho!
Ao freqüentar as reuniões você vai descobrir que jamais estará sozinho!

Narração – Christian Simon
Edição – Anderson Cavalcante
Produção – Marta Lima

© Videobes 2016

Na Categoria Meditações
Assista Também

Deixe seu comentário

Facebook
Twitter