Fragilidade e confiança | Mensagem diária 25/mar

Em meus inventários comecei a perceber que os sentimentos e emoções humanos não são tão temíveis como eu pensava.
Tentando buscar o equilíbrio comecei a ver a tristeza, a dor e o sofrimento como uma parte importante de ser humano. Eu odiava quando ouvia nas reuniões que o sofrimento foi o que causou nosso despertar espiritual. Eu sempre fui romântico e achava que aprender através do amor e da caridade devia sempre ser o melhor caminho. Ainda não cheguei a uma conclusão definitiva; mas vejo hoje que sombra e luz, dia e noite, alegria e tristeza são um conjunto, e não rivais como eu pensava.

Vejo hoje que posso lidar com minha realidade ainda que ela seja dolorosa e é bom que eu consiga lidar com a dor e não mais fugir dela. Sempre imaginei como seria um mundo sem dor e sem tristeza, sem doença e sem o medo da morte. Vejo na mitologia que é justamente a limitação humana que nos faz diferente dos deuses. Porque eles têm a eternidade e para nós o tempo é muito curto e é isso que faz nossa vida tão preciosa. Porque eles não sentem dor e não têm medo eles não precisam construir uma relação de amor com um Poder Superior. Os deuses não precisam do conforto da fé, e de acreditar que algo superior vai protegê-los. E é justamente essa fragilidade humana de precisar de proteção que nos obriga a conceber relacionamentos. E quando concebemos nosso primeiro relacionamento de confiança com nosso Poder Superior adquirimos a habilidade de também confiar em outros seres humanos. E juntos nos tornamos fortes, seguros e só então começamos a sentir amor; que é uma palavra tão mal compreendida e tão mal usada. Ainda na mitologia, as histórias que tentam explicar a origem e função do amor contam que ele nasceu da necessidade de proteger nossa fragilidade humana, mas que com o tempo adquiriu uma força que era capaz de vencer todos os limites humanos e até por fim vencer a morte.

Não sei se é possível transformar um humano em um deus. Nosso programa de 12 Passos se concentra em progresso e não em perfeição. E pela minha experiência progredir em minha capacidade de amar e sentir compaixão tem sido uma jornada linda e prazerosa. E sei que ela começou quando concebi meu Poder Superior.

Meditação para o dia:
Só por hoje, vou me concentrar no Passo 3 e me entregar a esse amor que concebi.

Narração – Christian Simon
Edição – Antônio Leal
Produção – Marta Lima

© Videobes 2017

Na Categoria Meditações
Assista Também

Deixe seu comentário

Facebook
Twitter