Meus familiares e amigos deles tentaram me tirar do programa de 12 passos | Mensagem diária 06/nov

Eu era um “maria vai com as outras”. Evitava qualquer conflito ou gritaria, porque vivia intoxicado com tanta confusão brigas e gritos e explosões emocionais, e o destino natural seria sempre abuso físico. Eu ficava calado diante de injustiças ou mal entendidos; nunca expressava minha opinião porque isso podia gerar briga.
Sempre sufocava meus sentimentos e opiniões e quando bebi pela primeira vez, pensei que tinha encontrado a solução mágica para curar tantos anos de sentimentos reprimidos.
No início da recuperação foi duro superar o medo da auto-afirmação. Expressar minha opinião e mantê-la sem que isso me deixasse apavorado, ou envergonhado foi uma conquista muito importante.
Continuei orando e meditando e foi crescendo em mim uma autoconfiança e uma força interior capaz de sustentar minhas escolhas.
Lembro que meus familiares e amigos deles tentaram me tirar do programa de 12 passos, me insultando e tentando me envergonhar, me chamando de crente fanático e muitas outras ofensas, pra que eu voltasse a ser como eles: viciados, destrutivos, obsessivos compulsivos.
O passo 11 me forneceu a auto-afirmação necessária para prosseguir minha caminhada de fé.

Meditação para o dia
Sou o capitão da minha alma. Minhas escolhas são minhas. Me pertencem e a mais ninguém.

Narração – Christian Simon
Edição – Tuco Silva
Produção – Marta Lima

© Videobes 2016

Na Categoria Meditações
Assista Também

Deixe seu comentário

Facebook
Twitter