Minha independência financeira foi o início da crença em mim mesmo | Mensagem diária 08/dez

Minha confusão de confiar nas pessoas era no sentido de que eu dependia delas.
Essa linha não era visível para mim. Porque eu dependia das pessoas para ter amor, segurança e sustento; eu ficava ressentido e frustrado quando as pessoas falhavam comigo. Me sentia perdido e desamparado e várias vezes me comportava como um bebê chorão reclamando atenção e cuidados que as pessoas ao meu redor já estavam exaustas de me conceder.
Minha independência financeira foi o marco inicial de crença em mim mesmo. Quando percebi que eu era capaz de me sustentar materialmente, parei de exigir das pessoas coisas que provavelmente elas nem podiam me dar.
Eliminando a exigência imatura que eu despejava sobre meus entes queridos, comecei a construir relacionamentos mais soltos e suaves. Em contrapartida, as pessoas foram perdendo seu domínio sobre mim. E em pouco tempo, suas crenças negativas, suas críticas nocivas, seus comentários perversos foram perdendo toda sua importância.
Quando eu me sentia fraco e falhava, sabia que podia confiar em Deus.
Minha persistência em confiar em Deus foi meu mais sólido despertar espiritual.
Comecei a ser uma fonte de confiança para meus amigos e entes queridos. Mas sempre desenhando uma linha divisória bem real de que confiar é diferente de depender. Minha autoconfiança jamais fez reféns, porque isso é igualmente doentio.

Meditação para o dia
Dependo de Deus. E com as pessoas eu simplesmente me INTER-RELACIONO.
Estou liberto do papel de carcereiro ou de refém.

Narração – Christian Simon
Edição – Tuco Silva
Produção – Marta Lima

© Videobes 2016

Na Categoria Meditações
Assista Também

Deixe seu comentário

Facebook
Twitter