Notei que poderia fazer diferente | Mensagem diária 03/abr

O livro azul fala de meias atitudes.

Se queremos nos livrar dos vícios não podemos adotar meias atitudes. Ir a reuniões, prestar serviço e procurar a calma nos relacionamentos, não vai nos trazer sobriedade.

Podemos mascarar uma vida em recuperação; mas a cura das dores antigas só vai acontecer quando estamos dispostos a crescer espiritualmente. Foi a libertação dos medos irracionais, das vergonhas, e das culpas que me trouxe uma paz permanente e uma postura tranquila em relação às dificuldades da vida.

Minha cura realmente começou quando compreendi que devia deixar de ser um idiota arrogante que se acha mais inteligente do que os outros. Quando deixei de vociferar nas discussões pra que tivessem medo da minha agressividade. Quando decidi que aqueles todos que haviam me magoado; nada mais me deviam.
Comecei amizades novas em novos termos. Respeito mútuo e liberdade de decisão. Cada um deve saber o que quer fazer. Abandonei o desejo de manipular para que as pessoas fizessem o que eu queria. Deixei de investir no desejo dos outros e me concentrei em fazer a vontade de Deus.

Não virei um santo. Ainda tenho pensamentos dos quais não me orgulho e não ajo certo o tempo todo. Mas o que fez a grande diferença e melhorou muito a minha vida é que hoje eu me avalio. E parei de fazer o inventário do outro. Ele é responsável por sua própria colheita de manipulação e má conduta.

Só posso abandonar um comportamento nocivo que eu tenha. Não posso convencer o outro do que ele está fazendo de errado. Ele vai ter que sofrer até descobrir por si mesmo, que deve mudar. Por isso dizem que o sofrimento é a pedra de toque do crescimento espiritual. Quando comecei a me inventariar, notei que podia fazer diferente e ter diferentes resultados.

Então comecei a sentir o prazer do amadurecimento espiritual. Ser dono de mim mesmo. Imune aos jogos das pessoas imaturas.

Meditação para o dia:
Continuo buscando o progresso espiritual e todos os dias vejo que algo me é revelado.

Narração – Christian Simon
Edição – Antônio Leal
Produção – Marta Lima

© Videobes 2017

Na Categoria Meditações
Assista Também

Deixe seu comentário

Facebook
Twitter