Oração e Meditação – 5ª Tradição @ Meditações

E lá estava eu há algumas 24 horas atrás. Frequentando os grupos me sentindo quase uma santa por me sacrificar e assistir a reuniões só pra levar a mensagem.

E meu ânimo foi arrefecendo. Minha vida tinha ficado tão boa. Eu andava tão feliz e cheia de interesses diversos pela vida. Fui me afastando de nossa missão que marcha pela vida; majestosa em recuperar e humilde em agir; em direção aos futuros necessitados que ainda vivem o tormento e a miséria dos vícios.

E fui diminuindo a frequência de reuniões. Já não me identificava mais com os recém-chegados. Tomada de soberba pela minha ótima recuperação achava que eles eram lentos e desinteressados dos passos. Eu já sabia todos os princípios de cor, achava que não tinha mais nada pra aprender. Continuar indo só pra contar aos recém-chegados tudo o que me tinha sido ensinado parecia desanimador. Não tinha mais esse tempo. E parei de ir a reuniões. E recaí.

Havia deixado de praticar a quinta tradição na sua essência de transmitir a mensagem. Porque esqueci que o maior beneficiado de transmitir a mensagem sou eu mesma.

Acredito agora olhando pra trás; que a única coisa que me salvou de volta a frequentar as reuniões é que sempre encontrei tempo; na minha vida de coisas tão importantes; pra oração e meditação. Na minha recaída desci tão fundo que quando orava em desespero; só conseguia ouvir uma voz que dizia: “Vá a uma reunião.”

Com o tempo me recuperei e hoje vou às reuniões com amor ao serviço. Deixou de ser um fardo.

Meditação para o dia:

O serviço com amor me confere uma intimidade com os segredos espirituais. Passando adiante, portas vão se abrindo. Vejo meus sonhos se tronando realidade. Mesmos os mais ambiciosos.

Intérprete – Ludmila Olivieri
Direção – Christian Simon
Edição – Antônio Leal
Produção – Marta Lima

Ludmila veste Casual Street
www.casualstreet.com.br

© Videobes 2017

Na Categoria Meditações
Assista Também

Deixe seu comentário

Facebook
Twitter