Sair do desconforto da ira | Mensagem diária 31/mar

No início de minha recuperação era impensável resistir a uma provocação. Eu era tão descontrolado e impulsivo, e tão cheio de ódio e vingança que tudo se misturava. Normalmente eu descarregava meu arsenal inteiro contra a mais sutil ameaça.
Além de me afastar de qualquer pessoa, pra me proteger de ataques, eu normalmente punia com crueldade quem cruzasse meu caminho. Então percebi que minhas ações extremas e exageradas me conduziam a um mundo onde:

“olho por olho dente por dente só vai durar até todos ficarem cegos e banguelas….”

Quando comecei a sair do meu ego acorrentado ao passado de ódio, visualizei um futuro de destruição até o último ser humano. E fiquei horrorizado com a perspectiva da escalada da raiva para a ira e depois para o ódio e a violência e a destruição.

Vemos nos jornais pessoas que pegam armas e matam dezenas de inocentes só porque foram dominadas pela ira. E embora ninguém saiba exatamente a história toda sabemos que ela teve um início nocivo e escalou.

Por isso para mim se tornou importante praticar o perdão a compaixão e; sobretudo; o autocontrole.

Não está provado que nosso espírito acaba depois de nossa morte. Se por apenas um segundo eu acreditar que vou retornar, em que mundo eu gostaria de viver? Um mundo pacífico de soluções inteligentes, ou um mundo de brutalidade e violência burra?

E se temos descendentes, como garantir que semente prevalecerá?

Nosso programa se concentra no hoje. Mas não há dúvidas que meu hoje define meu futuro. Sabemos que é no hoje que podemos fazer as mudanças. E só no hoje. Então vou fazer escolhas inteligentes, hoje. Vou resolver meus conflitos e desafios com engenho e arte.

Meditação para o dia:
A ciência deve nos servir com seu engenho enquanto nós servimos a Deus com arte.

Narração – Christian Simon
Edição – Antônio Leal
Produção – Marta Lima

© Videobes 2017

Na Categoria Meditações
Assista Também

Deixe seu comentário

Facebook
Twitter